Atividades gratuitas e abertas a toda a população acontecem, a partir na segunda quinzena de julho, em diversos espaços do Circuito Liberdade

O Circuito Liberdade traz uma programação especial para este mês das férias. Os espaços têm uma agenda recheada com atividades gratuitas, que incluem oficinas, visitas guiadas, espetáculos, atrações com música, artes cênicas e ciências. Tem dia de aprender sobre samba e de tocar viola, tem brincadeira com cristais - que ensinam também -, capoeira e atividades em braille.

A meninada pode criar games e construir engenhocas, aprender sobre grandes navegações e geografia humana ou simplesmente curtir uma tarde de brincadeiras. As ações são voltadas para crianças de todas as idades, durante todos os dias da semana. Além do calendário especial de férias, os equipamentos do Circuito Liberdade têm atividades permanentes, que podem ser exploradas pelas crianças durante todo o ano e também no mês de julho.

O Museu Mineiro preparou uma programação especial, de 15 a 29 de julho, que inclui oficinas, ateliê de aquarela e argila e caça ao tesouro. Uma tarde de brincadeiras foi preparada especialmente pelo Programa Educativo do museu. As ações serão acompanhadas pelos educadores e os participantes interessados devem fazer sua inscrição previamente pelo link https://goo.gl/forms/U2aE3823UiapGFlC2s . As vagas são limitadas. Destaque para o Ateliê Aquarela: construção de mapas, no dia 20 de julho, inspirado na exposição “Cartografar, desenhar e pintar Minas Gerais”, com utilização de técnicas da pintura em aquarela. As vagas são limitadas e é necessário fazer inscrição prévia. Acesse http://bit.ly/2unMFJB para saber mais.

O MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal criou o projeto "Férias no Museu" e oferece dinâmicas, contação de histórias, oficinas e brincadeiras, de 19 a 29 de julho, de terça a sábado, em horários diversos, abordando a temática do museu de forma leve e descontraída. A entrada é gratuita e, para participar, basta apresenta-se na recepção do espaço. As vagas são limitadas, sujeitas à lotação do espaço, e menores de 13 anos deverão estar acompanhadas dos seus responsáveis, que poderão participar das atividades com as crianças. Acesse http://bit.ly/2vgWupa para saber mais.

O setor Educativo do Memorial Minas Gerais Vale preparou várias oficinas divertidas para a meninada, como a Oficina” Inventação”, que propõe a construção de um dos brinquedos mais antigos da história da humanidade, ou ainda a curiosa “Plantando vozes e cultivando gestos”. Basta se inscrever pelo telefone (31) 3343-7317 e aproveitar. As vagas são limitadas. E atenção para o dia 16 de julho, quando vai ter "Na Roda - Espetáculo Brincante", com Maria Cutia, às 11 horas. A opereta infantil reúne música e palhaços interagindo com o público. No repertório, as canções do Vale do Jequitinhonha e do norte de Minas. A entrada é gratuita, sujeita a lotação e retirada de senhas uma hora antes do evento. A apresentação faz parte do projeto permanente do Memorial "Eu, criança, no museu" . Acesse http://bit.ly/2tjaddr para saber mais.

A programação de férias do Espaço do Conhecimento UFMG terá outras atividades relacionadas à Astronomia, além das que já fazem parte do projeto. O Planetário ganha nova sessão, “Da Terra ao Universo (2016)”, e também terá exibições diárias para o público infantil, sempre às 11h. Já às quartas-feiras e aos sábados, ocorre a oficina “Teatro dos Planetas”, em que os visitantes usam o próprio corpo para representar os planetas, seus movimentos e posições. O público também aprenderá os princípios básicos da luz na oficina "Espectroscópio", que acontece todas as terças e sextas-feiras, às 15h. O nome é complicado, mas o instrumento fundamental para o estudo da luz pode ser feito com materiais simples. A oficina é gratuita e os interessados devem retirar bilhete na recepção do Espaço. Dentro da programação permanente, o equipamento tem o Planetário ( Inteira: R$6,00 – Meia: R$3,00) e o Terraço Astronômico, com entrada gratuita. Durante as férias, haverá também a Mediação Coletiva, um passeio gratuito para revelar como diferentes saberes se complementam e mostrar como o ser humano é diverso. Acesse o site http://bit.ly/MmXW2l

Entre os dias 19 e 31 julho, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-BH) também oferece programação especial, com teatro, exposição e muitas atividades com o Programa Educativo. Um dos destaques é a curiosa exposição "O Corpo é a Casa", do artista austríaco Erwin Wurm, que poderá ser vista a partir de 19 de julho até 18 de setembro, e é inédita no Brasil. Na mostra, as obras utilizam um deslocamento de elementos do cotidiano para a arte. Casas, carros, roupas e alimentos são retratados num contexto inesperado e engraçado, como uma residência obesa, um vaso sanitário magro, uma salsicha cheia de personalidade e um carro acima do peso. As ações de “Férias com Educação Financeira” são gratuitas – as senhas são limitadas e distribuídas 30 minutos antes de cada atividade. Vale lembrar que, além de todas as atividades descritas acima, o CCBB Educativo oferece horários de visitas agendadas para grupos, que podem ser marcadas pelos telefones 3431-9440 e 3431- 9441. Para saber mais sobre a programação do CCBB -BH, acesse http://bit.ly/1CVBZ2o

Confira abaixo a programação de férias do Circuito Liberdade. A programação completa de todos os espaços também está disponível no site www.ciruitoculturalliberdade.com.br.

MUSEU MINEIRO

15 de julho

Oficina Museu Imaginário ou da Memória

Horário: 14h – duração: 1h30

A oficina será realizada após visita mediada ao Museu Mineiro. A proposta é a criação do museu imaginário ou da memória, a partir do resgate de objetos pessoais, familiares, lugares ou qualquer outra recordação que os participantes queiram representar através do desenho ou pintura.

- Indicada para toda a família, crianças devem ser acompanhadas dos pais ou responsáveis.
Vagas limitadas - 15 pessoas (inscrição prévia)

18 de julho
Oficina Figura Humana
Horário: 14h
A atividade contará com a participação de uma pessoa como modelo. Os educadores irão auxiliar os participantes durante toda a oficina apresentando imagens que servirão como referência para a elaboração do desenho. Serão realizados exercícios com o intuito de soltar o traço e por fim o desenho será trabalhado.
Indicação: toda a família incluindo crianças a partir dos 10 anos, desde que acompanhadas dos responsáveis. Vagas limitadas: 10 pessoas (inscrição prévia)

20 de julho
Ateliê Aquarela: construção de mapas
Horário: 14h
Construção de mapas inspirados na exposição “Cartografar, desenhar e pintar Minas Gerais”, utilizando técnicas da pintura em aquarela. Após a visita à exposição mediada pelo educador, os participantes irão produzir mapas inspirados no espaço físico do museu e também nos mapas visualizados durante a visita.
Indicação: crianças a partir dos 12 anos e toda família. Vagas limitadas: 10 pessoas (inscrição prévia)

22 de julho
Caça ao Tesouro no Museu
Horário: 14h
Os participantes serão divididos em duas equipes. Durante a visita mediada ao museu cada equipe deverá elaborar o mapa de acordo com a observação feita do espaço e esconder seu tesouro, sinalizando a localização do mesmo no mapa confeccionado. Em seguida os mapas das equipes serão trocados e cada uma deverá encontrar o tesouro escondido pelos outros participantes. Indicação: Crianças de até 12 anos acompanhas pelos pais. Vagas limitadas: 10 pessoas (inscrição prévia)

25 e 27 de julho
Tarde de brincadeiras
Horário: 14h
Atividade com o intuito de resgatar brincadeiras tradicionais que serão propostas pelos educadores do museu, proporcionando um momento de interação e descontração entre os participantes. Para crianças até 12 anos assistidas pelos pais.

29 de julho
Ateliê de Argila
Horário: 14h
Ateliê de criação com argila através de técnicas que exploram as possibilidades de uso e de impressão de texturas diferentes na mesma. A atividade sensorial estimula a criatividade e a coordenação motora, além de promover o contato com o material que tem inúmeras possibilidades de manipulação e produção.
Indicação: Todas as idades desde que crianças menores de 13 anos estejam acompanhadas dos responsáveis. Vagas limitadas: 10 pessoas (inscrição prévia)

___________________________________________________________________________________________________________________________________________


MUSEU DAS MINAS E DO METAL

OFICINAS

14 e 21 de julho
Oficina de Estudo de Viola, Dança do Catira e toques do berrante
Horário: das 13h às 15h (Turma 1) e das 15h30 às 17h30 (Turma 2)
Classificação: a partir de 9 anos.
A oficina, ministrada pelo parceiro Zé Antônio Viola, tem como principal objetivo o contato com a viola, a dança do catira e toques do berrante por pessoas de todos os gêneros, além de abordar a sua história e despertar o interesse pela cultura caipira. Inscrições antecipadas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone (31) 3516-7225. 03 vagas para participantes sem instrumento. 03 vagas para participantes com instrumento

18 de julho
Vivência Samba de Terreiro na Kalunga (Mar)
Horário: das 14h às 17h
Classificação: a partir de 12 anos
Vagas limitadas.
Em parceria com o Samba de Terreiro, a vivência vem propor um encontro com atividades que dialogam com a origem do samba, partindo de fundamentos ligados à deusa africana encantada no mar chamada N´samba Kalunga. Objetiva estimular a memória ancestral e relembrar valores civilizatórios da cultura banto no Brasil, por meio de danças, cantigas, contos e poesias, além da construção de máscaras com materiais reaproveitáveis, e do instrumento musical chamado tambor de mar ou oceânico.

19 de julho
Se essa rua fosse nossa
Horário: das 13h às 14h (Turma 1), das 14h30 às 15h30 (Turma 2) e das 16h às 17h (Turma 3)
Classificação: crianças de até 08 anos de idade.
Com o uso de minerais, como argila e quartzo, os participantes poderão elaborar mosaicos inspirados nos desenhos das ruas e praças de Belo Horizonte e em demais temas que evoquem memórias e afetos. Em meio a tal processo criativo, será discutida a importância da ocupação e apropriação dos espaços públicos.

20 de julho
Cristais
Horário: das 18h às 19h30 (Turma 1) e das 19h30 às 21h (Turma 2)
Classificação: a partir de 12 anos.
Os participantes terão a oportunidade de desvendarem a diversidade do mundo dos minerais, bem como entender sobre as composições químicas, as propriedades físicas, as aplicações no cotidiano e as curiosidades dos minerais. O kit mineral estará à disposição dos participantes desta oficina, para que possam manusear algumas amostras e explorar suas propriedades. Além disso, os participantes terão a oportunidade de produzir modelos atômicos correspondentes a estruturas químicas de diversos minerais e um cristal artificial para levar para casa.

21 de julho
Conhecendo o Braile
Horário: das 13h às 17h
Classificação: Livre
Essa atividade, realizada em parceria com Luciete Gregório, estudante do curso de graduação em Tecnologia em Comunicação Assistiva – Libras e Braile da PUC Minas, visa sensibilizar, conscientizar e despertar a curiosidade do público vidente para a importância do Braille no dia a dia dos cegos. Os visitantes poderão aprender sobre a escrita e fazer uma cela com a primeira letra de seu nome. O material utilizado para a confecção da cela com a letra será argila, minerais e acetato.

25 de julho
Marmorização (Propam)
Horário: das 13h às 15h (Turma 1) e das 15h30 às 17h30 (Turma 2)
Classificação: Livre
Com esta técnica os alunos poderão customizar capas de cadernos, agendas, caixas de presentes ou criar pecas incríveis.

28 de julho
Oficina de Recicláveis do Lacre do Bem
Horário: das 14h às 16h
Classificação: a partir de 8 anos
A oficina, que faz parte do projeto Lacre do Bem, tem como objetivo estimular as habilidades das crianças, abordando de forma lúdica a importância da reciclagem do alumínio e, ao mesmo tempo, incentivando os participantes a colaborarem com o meio ambiente e a exercerem a solidariedade. Os participantes poderão confeccionar pulseiras, colares, tiaras de lacres de latas de alumínio e cápsulas de café.

26 de julho
Mundo Mineral
Horário: das 13h às 14h (Turma 1), das 14h30 às 15h30 (Turma 2) e das 16h às 17h (Turma 3)
Classificação: crianças de até 08 anos de idade.
Uma experiência instigante sobre as propriedades dos minerais, trazendo um universo de formas, cores e texturas múltiplas a serem explorados em uma grande aventura.

DINÂMICAS

São ações educativas, voltadas para o público espontâneo, com duração aproximada de 15 a 50 minutos, que acontecem nos espaços expositivos do Museu, com o uso de diversos recursos lúdicos e pedagógicos. A intenção é que as dinâmicas aproximem os visitantes da temática do Museu, de forma a encantá-los e instigá-los sobre o mundo dos minerais e do metal.


19, 20, 26, 27 de julho (quartas e quintas)
Jogos Educativos
Horário: das 13h às 17h
Classificação: Livre
Em uma mesa disposta no andar do Metal, serão oferecidos jogos produzidos pelo Educativo do MM Gerdau: Trunfo dos Alimentos, Jogo da Memória, Trunfo dos Minerais, Jogo da Densidade Mineral.

18, 21, 25 a 28 de julho (terças e sextas)
Caça ao Tesouro
Horário: das 13h às 17h
Classificação: Livre.
Dinâmica que propõe ao visitante, por meio de brincadeiras e charadas, desvendar os segredos de nossa história e do universo dos minerais, utilizando a ciência e a tecnologia presentes em nossas atrações como principal meio para encontrar um grande tesouro escondido.

20 e 27 de julho (quintas)
Espaço de Leitura Infantil / Contação de Histórias
Horário: das 13h às 17h30
Classificação: crianças até 12 anos
“O “era uma vez…” permite o contato com o mundo da fantasia, liberando a imaginação e facilitando seu exercício.” (Regina Machado). Pretende-se com essa atividade proporcionar reflexões, estimular a aprendizagem, criar o hábito de escuta, estimular o gosto pela leitura, além de fortalecer vínculos sociais e desenvolver a imaginação.

APRESENTAÇÕES
22 de julho
ACAFRO – Roda de Capoeira
Horário: 14 horas
Roda tradicional de capoeira composta por ritmista, cantadores e capoeiristas, realizada pela Associação de Cultura Afro-brasileira de Ouro Branco – ACAFRO, que apresentará cantos e demonstrações de performance física da capoeira, além de uma apresentação solo de capoeira ao toque de tambores com Samba Reggae e Senegal.

28 de julho
Oficina de Violão Estudos de Violas Zé Antônio
Horário: 16h
Apresentação de viola, berrante e dança catira com o grupo de alunos da “Oficina de Estudo de Violas Zé Antonio”

___________________________________________________________________________________________________________________________________________

MEMORIAL MINAS GERAIS VALE


16 de julho
Eu, criança, no museu! apresenta: Na Roda - Espetáculo Brincante, com maria Cutia
Horário: 11 horas
As histórias de um menino sem nome, a opereta de Martim e Mariana e sua grande banda e a música de uma fazenda e seus animais são contadas e cantadas ora por palhaços, ora por máscaras expressivas, ora por atores brincantes, em contínuo diálogo com o público que, ao final, entra na roda e brinca também. Espetáculo brincante com repertório de canções colhidas no Vale do Jequitinhonha e no norte de Minas.
Entrada gratuita, sujeita a lotação. Retirada de senhas uma hora antes do evento.

18 e 19 de julho
Oficina Inventação, com Gabriela Brasileiro, Jennifer Martins, Nancy Mora e Pamela Naumann
Horário: das 13h às 15h
Vamos construir um dos brinquedos mais antigos da história da humanidade? Você sabe qual é? Vou dar uma dica: é feito de tecido. Que tal construirmos ele? Já imaginou algum?
Classificação: 8 a 12 anos.

20 e 21 de julho
Oficina de objetos e engenhocas , com Larissa Altemar, Neuma Rosa, Lauren Rial, Nancy Mora e Henrique Bedetti
Horário: das 14h às 16h
Nessa oficina, queremos proporcionar um ateliê de construção de objetos e engenhocas para crianças a partir de materiais inusitados e ideias criativas. Além da criação, faremos, coletivamente, uma apreciação das engenhocas.
Classificação: 6 a 12 anos.

25 a 27 de julho
Criando Games, com Gustavo Rodrigues
Horário: das14h às 17h
Buscando unir o prazer de jogar à capacidade criativa de construir histórias, os participantes serão convidados a experimentar a produção de games, através de simples recursos e podendo descobrir um pouco mais deste universo virtual em expansão.
Classificação: 10 a 13 anos.

28 de julho
Ação educativa: plantando vozes e ultuvando gestos, com Larissa Altemar e Neuma Rosa
Horário: das 14h às 16h
Nesta dupla ação, queremos dar às crianças a oportunidade de perceber e repensar o espaço museal. O jardim do Memorial se transformará em um lugar de plantar vozes e o Espaço de Leitura, em um canteiro de cultivar gestos de maneira lúdica e criativa. Importante: Em todas as oficinas, haverá tolerância de 15 minutos de atraso e todas as crianças deverão estar acompanhadas de seus responsáveis e estes deverão permanecer no local.

___________________________________________________________________________________________________________________________________________

ESPAÇO DO CONHECIMENTO UFMG


8 a 30 de julho
Teatro dos Planetas
Quando: quartas, às 15h; sábados, às 17h
Classificação indicativa: a partir de 10 anos
Espectroscópio
Quando: terças e sextas, às 15h
Classificação indicativa: a partir de 10 anos

11 de julho
Mediação Coletiva
Horário: 15h
Classificação: livre

12 de julho
Oficina Carimbo: marcações da história através da gravura
Horário: 14h
Classificação: a partir de 10 anos

13 de julho
Mediação Coletiva
Horário: 15h
Classificação: livre

14 de julho
Oficina Carimbo: marcações da história através da gravura
Horário: 14h
Classificação: a partir de 10 anos

15 de julho
Percurso Histórias das Mulheres
Horário: 15h
Classificação: livre
Desvendando Esquinas
Horário: 19h
Classificação: livre

16 de julho
Roda de Conversa: Música e Contexto
Horário: 14h
Classificação: livre

18 de julho
Fábrica de Heróis
Horário: 14h
Classificação: livre

19 de julho
Intervenção Teatral: Encontro de Cientistas
Horário: 14h
Classificação: livre

20 de julho
Fábrica de Heróis
Horário: 14h
Classificação: livre

21 de julho
Intervenção Teatral: Encontro de Cientistas
Horário: 14h
Classificação: livre

22 de julho
Arte do Brincar
Horário: 15h
Classificação: livre
Contos da Esfinge
Horário: 19h
Classificação: livre

23 de julho
Diário de Bordo: história dos navegantes
Horário: 15h
Classificação: livre

25 de julho
Trilhas do Saber: uma experiência interativa
Horário: 14h
Classificação: livre

26 de julho
Arqueologia para Crianças
Quando: 14h30
Classificação: livre

27 de julho
Trilhas do Saber: uma experiência interativa
Horário: 14h
Classificação: livre

28 de julho
Arqueologia para Crianças
Horário: 14h30
Classificação: livre

29 de julho
Desvendando Esquinas
Quando: 15h
Classificação: livre
Percurso Som, Ciência e Música
Horário: 19h
Classificação: livre

30 de julho
Arte do Brincar
Horário: 15h
Classificação: livre

Terraço astronômico: sábados, das 19h às 21h
O Planetário funciona em sessões regulares ao longo do dia. Ingressos a 6 R$ (inteira) e R$3 (meia). Acompanhe a programação do Planetário no site do Espaço do Conhecimento UFMG.


___________________________________________________________________________________________________________________________________________

CCBB BH


Visitas mediadas
Segundas quartas e quintas-feiras às 11h e às 17h;
Sextas, sábados, domingos e feriados às 10h e às 17h
* A partir de 15 de julho, também são efetuadas em Libras aos domingos às 15h.
Entrada gratuita

Visitas teatralizadas
Quintas, sábados, domingos e feriados às 18h
*Também podem ser feitas em Libras a partir de 15 de julho, às sextas-feiras às 18h.
Entrada gratuita

Cantos e Contos
Sábados, domingos e feriados às 14h e às 16h
*A partir de 15 de julho, serão oferecidas em Libras aos domingos às 14h.
Entrada gratuita

Espaço Sensorial – Corpo Permitido
Segundas, quintas e sextas-feiras às 12h e às 18h;
Quartas-feiras às 16h e às 20h;
Sábados, domingos e feriados às 15h e às 20h.
Entrada gratuita

Escultura em Forma
Segundas, quintas e sextas-feiras às 12h e às 18h;
Quartas-feiras às 16h e às 20h;
Sábados, domingos e feriados às 13h e às 19h
Entrada gratuita

Pequenas Mãos – Quem é a Casa?
Sábados, domingos e feriados às 13h
Entrada gratuita

Librário
Domingos às 14h30
Entrada gratuita


Atividades de educação financeira

Sábados 22 e 29 de julho
16h – Livros e Números
17h – Dicas de Educação Financeira
18h – Contação de Histórias e Valores
Entrada gratuita

Domingos 23 e 30 de julho
16h – Livros e Números
17h – Teatralizada
18h – Contação de Histórias e Valores
Entrada gratuita


___________________________________________________________________________________________________________________________________________

CENTRO DE ARTE POPULAR CEMIG - CAP


O Centro de Arte Popular – Cemig (CAP) realiza, durante os sábados do mês de julho, o Ateliê CAP com o tema Mosaico, sob a orientação do Setor Educativo do Museu.
As atividades do ateliê serão realizadas nos dias 15, 22 e 29 de julho e acontecerão no período da tarde, das 14h às 17h, abertas à participação de crianças, adolescentes e adultos. Durante o ateliê os participantes terão uma introdução sobre o tema e logo em seguida exercitarão sua criatividade na produção de um trabalho de criação de mosaicos de forma livre. Todas as atividades contarão com a orientação de um mediador, que auxiliará os participantes durante toda a permanência no ateliê. Os interessados deverão usar roupas confortáveis e trazer uma revista com imagens para recortes.
As inscrições poderão ser feitas pessoalmente na portaria do Museu até 30 minutos antes da realização do Ateliê ou por e-mail (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) informando nome, idade e identidade. A participação é gratuita.



PROGRAMAÇÃO PERMANENTE DOS EQUIPAMENTOS DO CIRCUITO LIBERDADE

ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO
Arquivo é a mais antiga Instituição cultural de Minas Gerais. Seu acervo tem documentos manuscritos, impressos, mapas, plantas, fotografias, gravuras, filmes, livros, folhetos e periódicos. São documentos de origem pública referentes à Administração Pública de Minas Gerais produzidos desde o século XVIII, período colonial brasileiro até o século XXI e de documentos de origem privada de interesse público e social. O APM dispõe de uma biblioteca especializada em história de Minas Gerais e arquivologia e uma coleção de obras consideradas raras ou preciosas, publicadas entre os séculos XVI e XX. O Arquivo Público Mineiro recebe visitas técnica e de grupos interessados em conhecer a Instituição nas quais são apresentados seu histórico, seu trabalho, suas instalações e uma amostra da variedade do seu acervo. O agendamento pode ser feito pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

BIBLIOTECA PÚBLICA ESTADUAL DE MINAS GERAIS
A Biblioteca tem mais de 570 mil exemplares disponíveis, incluindo obras raras e representativas de autores nacionais e estrangeiros. Para as crianças, tem coleção infantojuvenil, jornais e revistas novos e antigos, audiolivros e acervo em Braille. O setor Infantojuvenil oferece livros clássicos e o melhor da produção atual, quadrinhos, revistas e jogos, em ambientes concebidos especialmente para este público. Teatro, espaço de oficinas, espaço juvenil, brinquedoteca e vários eventos culturais são um convite permanente à entrada no mundo das palavras.

CCBB-BH
O CCBB Belo Horizonte tem 1.200m² de área expositiva. Traz grandes exposições nacionais e internacionais, tem programa educativo, dois cafés e livrarias. Tem uma agenda que recebe eventos nas áreas de artes cênicas, cinema, artes visuais, música e educação, oferecendo à população uma programação regular, diversificada, com qualidade e acessível a todos os públicos. Até dia 18 de setembro o CCBB vai exibir a mostra "O Corpo é a Casa", que as crianças vão adorar, porque traz um conjunto de obras interativas e conceituais e desafia, com interação e humor, formas tradicionais presentes no dia a dia.

CAP
O Centro de Arte Popular - Cemig traz um panorama da cultura popular de Minas, com trabalho de artistas em barro e outros materiais ligados á cultura de Minas. São obras de artistas de várias regiões de Minas Gerais como o Vale do Jequitinhonha, Cachoeira do Brumado, Divinópolis, Prados, Ouro Preto, Sabará e outras. É uma viagem pela cultura popular mineira. São quatro salas de exposição permanente e uma para exposições temporárias. Tem também um pátio destinado a um projeto de grafites.

ESPAÇO DO CONHECIMENTO UFMG
No Planetário do Espaço do Conhecimento UFMG, o público tem uma visão de 180º x 360º: todo o ambiente se transforma em cinema imersivo, com sensação de profundidade e total envolvimento. A sala conta com um sistema híbrido que combina o projetor analógico Skymaster ZKP4 com os projetores digitais Space Gate Duo. Em um domo de 9 metros de diâmetro, o encontro dessas tecnologias permite a realização de sessões comentadas pela equipe de Astronomia do museu e sessões de filmes digitais fulldome.Instalado no quinto andar, com cadeiras reclináveis e sala climatizada, o Planetário tem capacidade para 65 pessoas e funciona em sessões regulares ao longo de todo o dia.

SESSÕES DE PLANETÁRIO:
Terça-feira
11h – ABC das Estrelas
13h – Terra Dinâmica
14h – Astronomia Indígena
16h – Perdendo o Céu Escuro

Quarta-feira
11h – O Segredo do Foguete de Papelão
13h – O Céu como Patrimônio
14h – Da Terra ao Universo
16h – O Céu de Belo Horizonte

Quinta-feira
11h – Era Uma Vez no Céu
13h – Alvorecer da Era Espacial
14h – Astronomia Indígena
15h – Tocando os Confins do Universo
16h – A Lua e o Zodíaco

Sexta-feira
11h – ABC das Estrelas
13h – Dois Pedacinhos de Vidro
14h – Da Terra ao Universo
16h – Perdendo o Céu Escuro

Sábado
11h – O Segredo do Foguete de Papelão
13h – Limite
13h40 – Entre Discos e Esquinas
14h – Astronomia Indígena
15h – O Céu como Patrimônio
16h – Alvorecer da Era Espacial
18h – O Céu de Belo Horizonte
19h – ABC das Estrelas
19h40 – Entre Discos e Esquinas
20h – Terra Dinâmica

Domingo
11h – Era Uma Vez no Céu
13h – Terra Dinâmica
13h40 – Entre Discos e Esquinas
14h – Da Terra ao Universo
15h – Dois Pedacinhos de Vidro
16h – A Lua e o Zodíaco

 

MEMORIAL MINAS GERAIS VALE

Só o espaço do Memorial já um passeio divertido. A alma e as tradições de Minas são contadas de forma interativa e contemporânea, instigando o visitante a descobrir a história e os costumes mineiros de uma forma diferente. Cenários reais e virtuais se misturam para criar experiências e sensações que levem o público em um percurso do século XVIII até os dias atuais. Personagens ilustres, vilas barrocas, grandes autores, cidadãos comuns, moda, comida típica e artesanato estão representados nos 31 espaços que compõem o Memorial. Para encerrar o passeio, vale visitar o delicioso café que também funciona como espaço para exposições.
Para visitar o Memorial, as crianças recebem emprestado um kit com binóculo, lanterna, lupa, espelho e um mapa, com um percurso especial para os pequenos. O projeto voltado especialmente para a meninada "Eu, criança, no museu!" traz espetáculos no fim de semana, com entrada gratuita, sujeita a lotação. Retirada de senhas uma hora antes do evento.

 

MM GERDAU - MUSEU DAS MINAS E DO METAL

O MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal apresenta a história da mineração e da metalurgia de forma lúdica, criativa e tecnológica por meio de atrações como o elevador virtual, que simula a descida à Mina de Ouro de Morro Velho, em Nova Lima, com mais de 2.000 metros de profundidade. Tem um telescópio invertido, o Chão de Estrelas, para observar os mineirais - tem até banquinhos para crianças menores poderem acessar este telescópio. O Inventário Mineral, que apresenta o acervo do antigo Museu de Mineralogia Djalma Guimarães e a Tabela Periódica interativa são algumas das atrações do MM Gerdau. Para ajudar a desvendar o universo dos minerais, das minas e do metal, o museu conta com diversas ações gratuitas realizadas por seu Educativo. Contando com uma equipe multidisciplinar, o Educativo do MM Gerdau tem a missão de instigar e fomentar a construção do conhecimento a partir dos conteúdos temáticos presentes no Museu.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Programação

  • Observatório

    Observatório do Circuito Liberdade é espaço permanente de debates

    O Circuito Liberdade, sob a gestão do Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG), mantém um fórum permanente de escuta da sociedade: o Observatório do Circuito Liberdade. Neste espaço, buscamos o diálogo com as universidades, movimentos sociais e coletivos de cultura, para que governo e sociedade possam pensar juntos em soluções para as políticas de Cultura de Minas Gerais.

    Leia mais

  • Centro de Informação ao Visitante

    Prédio do Rainha da Sucata abriga o CIV 

    O prédio do Rainha da Sucata abriga o Centro de Informação ao Visitante (CIV) do Circuito Liberdade, possui uma equipe que dispõe de todas as informações sobre o funcionamento e a programação dos espaços do Circuito Liberdade. Os atendentes prestam informações turísticas também sobre Belo Horizonte e Minas Gerais. 

    Leia mais

  • Ações em rede: em busca de soluções compartilhadas

    Articular ações em rede é um dos desafios permanentes do Circuito Liberdade. Tendo como ponto de partida a política estadual de cultura, a equipe do Circuito realiza projetos coletivos, que envolvem os diversos equipamentos culturais do complexo.

    O objetivo deste trabalho é ampliar os resultados das atividades e envolver novos grupos no desenvolvimento dos eventos. Em rede, as ações múltiplas e diversificadas alcançam um público maior, potencializam recursos e habilidades e também propiciam o aprendizado e o compartilhamento de soluções.

    Esta concepção, a partir de uma ótica de cooperação, é inerente ao projeto do Circuito Liberdade, que, sob a gestão do Iepha-MG, se articula com o espaço urbano e os grupos artísticos e populares da capital e do estado de Minas Gerais.

    As ações em rede do Circuito Liberdade são executadas incluindo, além de todos os espaços do projeto, diversos parceiros institucionais públicos e privados.

    Atualmente são realizadas as seguintes ações em rede: Natal, Circuito das Letras, Museomix e Concurso no Instagram.

    Leia mais

  • Indicadores e Pesquisa de Público do Circuito

    Desde a sua inauguração em 2010, o número de visitantes recebido pelo Circuito Liberdade é coletado mensalmente, conferindo-nos a dimensão quantitativa do público atendido pelos nossos espaços culturais.

    Complementando esse importante indicador, realizamos desde 2016 a Pesquisa de Público do Circuito Liberdade, que permite a coleta de outras informações relevantes para a gestão, como a satisfação dos visitantes e o perfil do público, com vistas a melhorar os serviços culturais que oferecemos à população de Belo Horizonte e aos turistas.

    A Pesquisa de Público 2017 do Circuito Liberdade foi realizada em parceria com o curso de turismo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que deverá se repetir em 2018.

    Objetivo geral

    • Identificar o perfil do usuário do Circuito Liberdade e a qualidade da infraestrutura e dos serviços prestados pelos espaços.

    Objetivos específicos

    • Identificar as características básicas e as motivações do visitante e demais usuários do Circuito Liberdade;

    • Identificar e diferenciar o perfil e as demandas dos turistas ao Circuito Liberdade;

    • Identificar as condições de recebimento dos usuários do Circuito Liberdade;

    • Avaliar a satisfação dos usuários com relação aos espaços do Circuito Liberdade;

    • Avaliar o conhecimento dos usuários dos espaços culturais em relação ao projeto Circuito Liberdade.

    Contribua também com os nossos indicadores, respondendo o seguinte formulário: http://bit.ly/2D4HQZp

Parceiros

  • Arquivo Publico Mineiro
  • BDMG Cultural
  • Biblioteca Publica Luiz
  • Casa Fiat
  • Centro Cultural
  • Fundacao Clovis Salgado
  • Gerdau
  • UEMG
  • Minas Tenis