Instalado em Cordisburgo na na casa de arquitetura modesta do século XIX e princípios do XX, em que viveu Guimarães Rosa, o Museu foi concebido como centro de referência da vida e obra do escritor. Em todos os cômodos do museu, o visitante tem contato com a reprodução de trechos de obras, texto crítico, com o fac-símile das correções que o autor fazia nos textos e com a história editorial de livros.

A Superintendência de Museus e Artes Visuais realiza a gestão do acervo com uma coleção, de aproximadamente 700 documentos textuais, dentre os quais se destacam registros pessoais (certidões, correspondências, discursos, originais manuscritos ou datilografados, a exemplo de Tutaméia, última obra publicada). Além do acervo literário, preserva-se outros registros da vida de Guimarães Rosa como médico e diplomata, objetos de uso pessoal, vestuário, utensílios domésticos, mobiliário e fragmentos do universo rural presente na literatura roseana.

 

Histórico

Inaugurado em 30 de março de 1974 o museu foi idealizado no contexto de dois acontecimentos: o falecimento repentino de João Guimarães Rosa em novembro de 1967 e a criação do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico de Minas Gerais (IEPHA/MG) em setembro de 1971, órgão que surgiu para materializar o ideal preservacionista vigente à época. O turismo cultural e de pesquisadores em Cordisburgo, aliado à participação efetiva da comunidade nas atividades do Museu, amplia significativamente o espaço de atuação do Museu para além dos limites físicos da instituição, por meio de projetos, eventos e atividades desenvolvidos em parceria com a Associação dos Amigos do Museu Casa Guimarães Rosa (AAMCGR) criada em 1994.

Inaugurado no dia 27 de junho de 2010, o Portal Grande Sertão é uma extensão do Museu Casa Guimarães Rosa e marco da entrada para o sertão mineiro, o Portal representa, para os habitantes e os visitantes do município de Cordisburgo, o cenário e da alma de Guimarães Rosa. Criação e execução do artista Léo Santana, o Portal, localizado é composto por representações de figuras humanas, esculpidas em bronze. São seis sertanejos, tipicamente trajados e montados em cavalos, saudados pelo escritor.

 

Contatos

Mais informações pelo telefone (31) 3715-1425 ou pelo e-mail museucasaguimaraesrosa@cultura.mg.gov.br.

 

Serviços

Solicitação de visitas guiadas ao Museu Casa Guimarães Rosa

 

Leia mais sobre a Superintendência de de Museus e Artes Visuais