Estações: Caminhos de uma história é  a nova série exibida pela Rede Minas. A série vai ao ar às quartas, no Agenda (19h30), e às sextas, no Jornal Minas 1ª edição (12h30). Com VTs de quatro minutos mostrados dentro dos programas e 15 pílulas de 1 minuto, na interprogramação, a nova série resgata as imagens das estações ferroviárias de Belo Horizonte e da Região Metropolitana e suas histórias, contadas por  moradores, arquitetos, escritores e ferroviários que viveram ou frequentaram essas linhas e estações. 

 Divulgação: Rede Minas

Desenvolvida por Ivonice Ribeiro e Rivadávia Alves, com direção de Arte e trilha original de Fabiano Mello, a série resgata o patrimônio material e imaterial das estações ferroviárias, redescobrindo histórias populares em cada parada do trem.

 Divulgação: Rede Minas

Começando pela partida, na General Carneiro, em Sabará - uma estação que fez parte da construção da capital mineira e marcou a vida de moradores do bairro,  com sua belíssima e rica estrutura arquitetônica, seguindo pelas demais estações. 

 Divulgação: Rede Minas

São mostradas as estações de  Marzagão – espaço, hoje, iluminado pela arte do teatro e de Guimarães Rosa; Caetano Furquim – com  a “terrível Curva do cachorro magro”, local de muitos acidentes; Horto Florestal - antes uma parada de trens de carga e passageiros, hoje importante espaço de manobras e manutenção;  Parada do Cardoso – de antiga fazenda a importante ponto turístico no bairro Santa Tereza, e Estação Central, a porta de entrada para a Capital Mineira.