Doze imagens, um vídeo, uma instalação, e uma placa compõem a exposição Delikatessen, da artista mineira Verônica Alkmim França, que ocupa a PQNA Galeria do Palácio das Artes a partir de 31 de janeiro. O recorte, que reúne uma coleção de imagens de tiragem limitada, numeradas e assinadas pela artista, traz uma reflexão visual sobre o corpo submetido ao mercado consumista, os limites da propaganda, o efêmero vital e o que pode ser considerado arte. São cenas compostas numa multiplicidade de órgãos, utensílios, objetos, placas, manequins e outras peças.

Uma intervenção externa é extensão da exposição, composta por painéis digitais com imagens e vídeos contendo detalhes da mostra. Ela circula paralelamente com a exposição nos principais pontos de Belo Horizonte – dentre eles, na maior empena (parede lateral de um edifício) digital da América Latina, localizada na Avenida Raja Gabaglia, número 4103.

Delikatessen é um dos módulos da mais recente produção da artista, sendo sua segunda exposição no Palácio das Artes após 26 anos da mostra Arte Vestível, que ocupou a Galeria Genesco Murta em fevereiro de 1992. A exposição atual conta com o apoio da instituição sueca Konstnärsnämnden – The Swedish Grants Arts Grants Comitee, do grupo PAD, e tem curadoria da própria artista, posfácio de Stélio Lage e apoio técnico de Flander de Sousa.

Delikatessen traz inúmeras interpretações. O foco dado ao corpo, comumente diversificado entre culturas, privado de condições essenciais, faz com que Verônica o investigue, ao mesmo tempo que o desveste. As 12 imagens que compõem a mostra foram produzidas em estúdio fotográfico profissional, com cenários específicos construídos para essa realização. “Para a mostra na PQNA Galeria, haverá alguns desdobramentos. Uma placa, com os dizíveis ‘Só Hoje’ – que na verdade é um detalhe de uma das imagens, tratando do que vale hoje e amanhã já não vale mais, do irrepetível, do efêmero vital, da manifestação profunda da força do presente no questionamento da reprodutividade da Arte em si – também compõe a mostra”, destaca a artista.

“A PQNA galeria do Palácio das Artes é um espaço que oferece possibilidades distintas para uma exposição, proporcionando ao artista a criação de intervenções e a disponibilização dos trabalhos em formas variadas”, comenta Verônica Alkmim França. “Dentro desse espaço, optei por reproduzir um dos cenários contido nas imagens, ou seja, o que foi montado em estúdio e fotografado”.

Vivendo desde muitos anos em Estocolmo, na Suécia, Verônica faz constantes visitas ao Brasil. “O deslocamento frequente entre Brasil e Suécia acentuou em meu trabalho certo desvio dos meios artísticos convencionais. No momento, relanço minhas obras no Brasil e amplio experiências, trazendo uma releitura de uma produção estruturada de modo a possibilitar mais escolhas no campo da arte e da cultura. Assim, exposições, eventos e manifestações podem ser mais construtivos, criativos e interessantes para o público”, conta.

Verônica Alkmim França – Verônica Alkmim França nasceu em Diamantina, Minas Gerais, Brasil. Vive desde muitos anos em Estocolmo, na Suécia. Graduou-se em Artes Plásticas, Fotografia e Comunicação. Verônica é uma das pioneiras na introdução da Arte Vestível no Brasil no início dos anos 90, trazendo diversas discussões sobre a linha fina entre o design e a arte, influenciando gerações. É expressiva sua participação em exposições internacionais como a Bienal Art of the Stitch, no Barbican Centre de Londres; Trame D’Autore Bienal, no Museu de Arte Têxtil, Chieri Torino, na Itália; Craft Bienal, em Cheongju, na Coreia do Sul, onde recebeu menções honrosas. Realizou ainda exposições no Palácio das Artes, em Belo Horizonte; na Fundação Cultural, em Curitiba; na Casa das Rosas, em São Paulo; na Casa de Cultura de Estocolmo, em Kulturhuset, na Gallery 32, em Londres; na Dunkerskulturhus, em Helsingburgo, Suécia; no Museu Nacional do Traje, em Lisboa, Portugal; no Anna Akhmatova Museum, em São Petersburgo, Rússia. Foi produtora e curadora do acervo do fotógrafo Chichico Alkmim, seu avô, hoje sob a guarda do IMS – Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro, Brasil.

SERVIÇO

Exposição DELIKATESSEN – Verônica Alkmim França

Período: 31 de janeiro a 25 de março

Horário: De terça à sábado, de 9h30 às 21h, e domingo de 16h às 21h.

Local: PQNA Galeria – Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537 – Centro

Entrada gratuita

Informações para o público: (31) 3236-7400

Informações para a imprensa:

Júnia Alvarenga: (31) 3236-7419 l (31) 98408-7084 l junia.alvarenga@fcs.mg.gov.br

Vítor Cruz: (31) 3236-7378 l (31) 99317-8845 l vitor.cruz@fcs.mg.gov.br

Thamiris Rezende: (31) 3236-7381 l (31) 99154-9103 l thamiris.rezende@fcs.mg.gov.br