Compreender e, de certa forma, estabelecer um diálogo com as ideias de quem esteve por trás de obras de arte que marcaram um determinado tempo é um fetiche antigo. É um pouco dessa premissa que Aforismos musicais (extraídos de sua correspondência completa), de Wolfgang Amadeus Mozart, leva ao leitor. Editado e traduzido pelo escritor e acadêmico Mário Alves Coutinho, o trabalho, publicado pela editora Editora Tipografia Musical, é resultado de um cuidadoso processo de seleção de trechos extraídos da correspondência de Mozart, um dos compositores mais celebrados de todos os tempos. O lançamento acontece às 11h do próximo sábado (1º de abril), na livraria Quixote (rua Fernandes Tourinho, 274, Savassi, Belo Horizonte/MG).

Dividido em três partes, o livro é composto de um ensaio escrito por Coutinho, além de aforismos presentes nas correspondências de Mozart e por textos, também aforísticos, de artistas e intelectuais sobre o compositor. “Já havia escrito sobre Mozart e resolvi ampliar um pouco a perspectiva. Tentei demonstrar ao leitor as características relevantes que permeavam suas composições e alguns traços da vida pessoal e política. A música dele é extremamente revolucionária e isso, sem dúvida, estava associado às suas posições ideológicas”, pontua o organizador da obra.

Os aforismos de Mozart aparecem em ordem cronológica e vão desde sua infância até o ano de seu falecimento, em 1791. Os textos refletem as diversas dicotomias do compositor e passam pela bonança e tormenta, o religioso e o revolucionário, o amoroso e o escatológico, o ponto e o contraponto, o divino e o humano. “Escolhi textos que tinham relevância para o leitor moderno, reflexões sobre vida e morte, temas culturais, políticos e eróticos”, conclui o autor.

Wolfgang Amadeus Mozart

Nascido em 1756, em Salzburg, na Áustria, foi autor de mais de 600 obras de música clássica. Escreveu sinfonias, concertos, peças para câmara, ópera, piano e coral. Com apenas seis anos já excursionava pela Europa apresentando suas composições. Considerado um gênio, começou a compor sua primeira sinfonia em 1764. Aos doze anos, finalizou sua primeira ópera, chamada de A falsa simples e escrita em 1768. Mozart foi aclamado pela sua genialidade e influenciou nomes como Beethoven, mas também sofreu com o conservadorismo estético e moral de sua época. O compositor morreu precocemente aos 35 anos, tendo escrito a aclamada ópera A Flauta Mágica pouco meses antes de falecer.

 

SERVIÇO

Lançamento do livro Aforismos musicais (extraídos de sua correspondência completa), de Wolfgang Mozart, editado e traduzido por Mário Alves Coutinho

Data: Sábado, 1º de abril

Horário: 11h

Local: Livraria Quixote - rua Fernandes Tourinho, 274, Savassi, Belo Horizonte/MG, telefone 31 3227-3077.

Entrada: Gratuita

footer site 162 fale conosco