No dia 24 de junho, às 20h, Rogério Faria Tavares será empossado e ocupará a cadeira n° 8 da Academia Mineira de Letras, em sucessão ao imortal Milton Reis. Tavares será saudado pelo acadêmico Olavo Celso Romano, titular da cadeira n° 37. O evento é fechado para convidados.

Rogério Tavares é mineiro de Belo Horizonte. Formou-se em Direito na UFMG e em Jornalismo na PUC Minas. É mestre em Direito Internacional pela UFMG e tem o diploma de estudos avançados em Direito Internacional e Relações Internacionais pela Universidade Autônoma de Madrid. É pós-graduado em Marketing pela Fundação Dom Cabral, onde também cursou o MBA Executivo.

É membro do Instituto dos Advogados Brasileiros, da Associação Brasileira de Imprensa, da Academia Carioca de Letras, do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia e do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais. É um dos diretores do Instituto dos Advogados de Minas Gerais.

Crédito: Renato Wrobel 

Rogério Tavares - Foto Renato Wrobel

Seu mais recente livro, "Contribuições para a história do Instituto dos Advogados Brasileiros", é resultado de dois anos de trabalho. Rogério Faria Tavares será o mais jovem dos quarenta integrantes da Academia, com 45 anos. Em agosto, assume a coordenação da Universidade Livre da AML, sucedendo a Elisabeth Rennó, agora Presidente da casa.

A programação organizada por Faria Tavares para o segundo semestre deste ano inclui conferências de renomados estudiosos sobre os escritores Murilo Rubião, Mário Palmério, Manoel de Barros e Campos de Carvalho, todos comemorando centenário de nascimento em 2016. Outros especialistas também serão convidados para falar sobre os 70 anos de Sagarana, os 60 anos de Grande Sertão Veredas, os 50 anos do Suplemento Literário de Minas Gerais e os 80 anos da Rádio Inconfidência.