Produtores culturais e prefeituras de cidades dos Vales Aço e Rio Doce se mobilizam para a execução dos projetos contemplados pelo Fundo Estadual de Cultura (FEC), Edital 2015, da Secretaria de Estado de Cultura (SEC). O repasse de R$ 300 mil do Fundo às cidades dos Vales vai possibilitar a aquisição de instrumentos musicais, realização de festivais, montagem de espetáculos de dança, incentivo ao folclore e revitalização do patrimônio cultural.

Em Ipatinga, por exemplo, a Associação Coreográfica Híbridus Cia. de Dança, se prepara para a realização de um grande espetáculo para o público infantil. A entidade recebeu, do FEC, R$ 75 mil para a montagem, circulação e distribuição do espetáculo.

Espetáculo da Associação Coreográfica Híbridus Cia. de Dança, de Ipatinga, no Vale do Rio Doce. Crédito: Divulgação/Híbridus Cia. de Dança

Previsto para o primeiro semestre de 2016, o espetáculo de dança vai percorrer diversas cidades do interior de Minas, com apresentações gratuitas. Segundo o presidente da Associação Coreográfica, Wenderson Godoi dos Santos, além de proporcionar ao público um momento de lazer e cultura, a Cia. de Dança pretende fazer oficinas nas escolas públicas municipais e estaduais das cidades visitadas.

“É a primeira vez que a Híbridus realiza um espetáculo infantil. Um dos nossos objetivos é a formação de público, além de oferecer para as crianças e adolescentes outras possibilidades de informação e cultura”, afirma Wenderson.

Folclore

O XV Encontro Regional de Folclore de Penha do Cassino, distrito de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, é outro projeto contemplado pelo Fundo Estadual de Cultura, com repasse de R$ 50 mil. O encontro, organizado pela prefeitura, reúne anualmente, no mês de agosto, grupos folclóricos de várias cidades da região Leste, para troca de experiência e fortalecimento da cultura popular.

“Falar em cultura popular é falar da maioria de pessoas simples com suas histórias, seus folguedos, seus artesanatos. É falar de um setor cultural que não se enquadra nos formatos tradicionais de captação de incentivos fiscais”, afirma o gerente de Programas e Projetos, da Secretaria de Cultura de Governador Valadares, Elizeu Gabriel. Para ele, o FEC é uma das mais importantes formas de apoio ao folclore e à cultura popular.

O distrito de Penha do Cassiano, com cerca de mil moradores, fica movimentado com o já tradicional encontro regional de folclore. O evento dura dois dias e atrai aproximadamente 4 mil pessoas. São visitantes e integrantes de Grupos, como o Caboclinhos, da região de Penha do Cassiano, o grupo de Dança de Roda, de Córrego dos Prazeres, o grupo de Marujada de Cocais de Arrudas, do distrito de Coronel Fabriciano, e o grupo de Folia de São Sebastião de Laginha, em Tarumirim.

Além de Governador Valadares, também foram beneficiados, no Vale do Rio Doce, projetos culturais de São Geraldo do Baixio, Aimorés e Gonzaga. Já no Vale do Aço, além de Ipatinga, foram beneficiados projetos culturais nos municípios de Dom Cavati, Tarumirim e Mesquita.

Fundo Estadual de Cultura

O Fundo Estadual de Cultura (FEC) é um mecanismo de fomento da Secretaria de Estado de Cultura que tem como objetivo estimular o desenvolvimento cultural das diversas regiões de Minas Gerais.

Visa o estímulo do desenvolvimento cultural, com foco nos municípios. Por meio de financiamento e apoio à propostas que tradicionalmente encontram dificuldade em captar recursos no mercado, o repasse de recursos pelo FEC, ao contrário da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, é direto, sem necessidade de captação junto à empresas.

footer site 162 fale conosco